06
Qua., Jul.
0 New Articles

Terminais petrolíferos na Europa alvo de ciberataque

Segurança
Tools
Typography
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times
AplicLoja Windows 11 Pro

Pelo menos seis terminais petrolíferos foram alvo de ataques informáticos na Alemanha, nos Países Baixos e na Bélgica, nas últimas 24 horas.

Especialistas em ciberataques acreditam que as instalações portuárias nas cidades de Ghent, Antuérpia, Roterdão e Hamburgo foram afetadas com o objetivo de interromper a distribuição de materiais energéticos em diversos portos europeus

de relevo, ao impedir o descarregamento de vários petroleiros.

As autoridades locais abriram já inquéritos para investigar os casos, sem revelar ainda a origem dos ataques.


A Europol, Agência da União Europeia para a Cooperação Policial, ofereceu já ajuda às polícias de cada país para analisar o ataque informático.

De acordo com as fontes citadas pelo jornal diário belga De Morgen, o ciberataque afetou instalações dos operadores petrolíferos Evos (com sede em Terneuzen, nos Países Baixos), Oiltanking e Sea-Tank, filial do grupo Sea-invest com sede em Ghent (Bélgica).

Na Bélgica, os portos de Ghent e Antuérpia sofreram interrupções nas suas atividades.

A corretora de navios Riverlake, com sede em Roterdão (o principal porto de carga da Europa à frente de Antuérpia e Hamburgo) informou que o ataque informático impediu o descarregamento de vários petroleiros.


"Houve um ataque cibernético em vários terminais, alguns dos quais viram os seus serviços interrompidos. O 'software' foi pirateado e não podem descarregar os navios. Basicamente, o seu sistema operacional está inativo", disse um responsável da empresa holandesa.

Na Bélgica, o Ministério Público de Antuérpia atribuiu a investigação a um departamento da Polícia Federal especializada em crimes cibernéticos e na Alemanha o departamento de Justiça está a considerar este caso como um ataque de ciberterrorismo.

Recorde-se que no mês passado, o preço do petróleo atingiu o novo máximo dos últimos sete anos, numa altura em que os custos da energia são pressionados por tensões geopolíticas e a retoma da economia mundial.

 

 

 

 

 

Fonte:da Redação e da euronews
Reeditado para:Noticias do Stop 2022
Outras fontes • AFP, AP, TASS, EBS
Material Informático - www.aplicloja.com
Receba diariamente no Grupo STOPMZNWS poderá ler QRCOD
Link do Grupo WhatsApp - https://chat.whatsapp.com/JUiYE4NxtOz6QUmPDBcBCF
Qual Duvida pode enviar +258 827606348 ou E-mail:Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Em criação o Aplicativo o APP que ira ver notícias diariamente em seu celular Fotografias:Getty Images/Reuters/EFE/AFP

AplicLoja Microsoft Office 2022 Pro Plus
Stopmznews