País mantém tendência de subida de preços

Economia
Typography
  • TPL_TYPO_TOOL_SMALLER TPL_TYPO_TOOL_SMALL TPL_TYPO_TOOL_MEDIUM TPL_TYPO_TOOL_BIG TPL_TYPO_TOOL_BIGGER
  • TPL_TYPO_TOOL_DEFAULT TPL_TYPO_TOOL_HELVERICA TPL_TYPO_TOOL_SEGOE TPL_TYPO_TOOL_GEORGIA TPL_TYPO_TOOL_TIMES

O país registou, em Abril, uma variação mensal de preços na ordem de 1,13 por cento. A inflação acumulada situou-se em 5,49 por cento e a homóloga em 21,27 por cento, indicam dados publicados ontem pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).


Estes dados reflectem a informação recolhida nas cidades de Maputo, Beira e Nampula ao longo do mês em análise.
Segundo o INE, as divisões de transportes e de alimentação e bebidas não alcoólicas, foram as de maior impacto no aumento do nível geral de preços com contribuições de 0,44 e 0,22 pontos percentuais (pp) positivos, respectivamente.
Analisando a inflação mensal por produto, há a destacar o aumento dos preços do pão (15,0 por cento), da gasolina (7,9 por cento), do carvão vegetal (6,3 por cento) do gasóleo (8,6 por cento), do peixe seco (4,1 por cento), de congeladores (16,0 por cento) e do peixe fresco, refrigerado ou congelado (1,9 por cento).
Estes produtos contribuíram no total da inflação mensal com cerca de 1,26pp positivos.
Entretanto, de Janeiro a Maio do ano em curso, o país registou um aumento de preços de 5,49 por cento.
A divisão de alimentação e bebidas não alcoólicas foi a principal responsável pela tendência geral de agravamento de preços ao contribuir com aproximadamente 1,67 pp positivos.
O INE diz ainda que relativamente a igual período de 2016, o país registou um aumento de preços de 21,27 por cento. A divisão de mbiliário, artigos de decoração, equipamento doméstico e manutenção corrente da habitação foi, em termos homólogos, a de maior agravamento de preços com 28,50 por cento.
Os mesmos dados quando desagregados por cidade, indicam que Maputo registou em Abril a inflação mais alta na ordem de 1,62 por cento seguida de Nampula com 0,93 por cento, e por fim Beira com 0,03 por cento.
De Janeiro a Abril as cidades de Maputo, Beira e Nampula registaram agravamentos de preços de 6,70 por cento, 4,76 por cento e 3,61 por cento, respectivamente. Em termos homólogos, as cidades de Maputo, Beira e Nampula registaram um agravamento no respectivo nível geral de preços em 21,76 por cento, 21,61 por cento e 20,02 por cento, respectivamente.

 

 

Jornal Noticias
Reeditado:Celeste