PRESIDENTE DA REPÚBLICA DEFENDE UMA AQUACULTURA DE PRODUÇÃO COMERCIAL

PRESIDENTE DA REPÚBLICA DEFENDE UMA AQUACULTURA DE PRODUÇÃO COMERCIAL

Gaza
Typography
  • TPL_TYPO_TOOL_SMALLER TPL_TYPO_TOOL_SMALL TPL_TYPO_TOOL_MEDIUM TPL_TYPO_TOOL_BIG TPL_TYPO_TOOL_BIGGER
  • TPL_TYPO_TOOL_DEFAULT TPL_TYPO_TOOL_HELVERICA TPL_TYPO_TOOL_SEGOE TPL_TYPO_TOOL_GEORGIA TPL_TYPO_TOOL_TIMES

O Presidente da República, Filipe Nyusi, defende que a aquacultura em Moçambique deve evoluir, do actual modelo de subsistência, para modelos de produção comercial Filipe Nyusi diz que o fórum de aquacultura, que decorre na praia do Bilene, em Gaza,

deve discutir condições e encorajar o incremento da produção e da produtividade da actividade aquícola.
Por isso, o Chefe do Estado moçambicano sublinha que para se atingirem níveis de produção comercial há que atacar os desafios que se colocam na cadeia de produção aquícola.
Segundo Filipe Nyusi, os desafios relacionam-se, fundamentalmente, com a indisponibilidade de centros, costações de produção de larvas, alvinos e juvenis.
Relaciona-se, igualmente, com a indisponibilidade de ração, fragilidade do sistema de extensão, insuficiente pesquisa e a disseminação de tecnologias e soluções inovadoras.
O Presidente moçambicano disse que a aquacultura deve tornar-se num pilar de geração de renda, criação de riqueza e garante da segurança alimentar e nutricional.
O Fórum decorre sob o lema: “Aquacultura, um negócio inteligente, nobre e lucrativo”.

 

 

Fonte:da Redação e Por RM
Reditado para:Noticias do Stop 2017