Holandês está entre feridos graves no atentados de Jacarta

Atentado: pelo menos sete pessoas, entre elas quatro agressores, morreram após um ataque com explosivos seguido de um tiroteio

Asia Ocidental
Typography
  • TPL_TYPO_TOOL_SMALLER TPL_TYPO_TOOL_SMALL TPL_TYPO_TOOL_MEDIUM TPL_TYPO_TOOL_BIG TPL_TYPO_TOOL_BIGGER
  • TPL_TYPO_TOOL_DEFAULT TPL_TYPO_TOOL_HELVERICA TPL_TYPO_TOOL_SEGOE TPL_TYPO_TOOL_GEORGIA TPL_TYPO_TOOL_TIMES

Um cidadão holandês está entre os feridos em estado grave após os atentados registrados nesta quinta-feira no centro de Jacarta, capital da Indonésia, informou o Ministério das Relações Exteriores da Holanda

em comunicado.

Segundo a televisão pública holandesa "Nos", a vítima é funcionário da Organização das Nações Unidas.

Pelo menos sete pessoas, entre elas quatro agressores, morreram após um ataque com explosivos seguido de um tiroteio no centro de Jacarta.

O subdiretor da Polícia, Budi Gunawan, disse à imprensa que dois civis também morreram, entre eles um estrangeiro, e outras dez pessoas, entre elas cinco policiais, ficaram feridas.

A Polícia disse que no ataque participaram entre dez e 14 homens armados, dos quais pelo menos dois teriam morrido após detonar os explosivos que levavam junto ao corpo.

O ministro de Relações Exteriores holandês, Bert Koenders, expressou em comunicado suas condolências às vítimas do atentado e a seus familiares, e condenou "energicamente" o sucedido.

Na nota, Koenders explicou que ofereceu ajuda ao governo da Indonésia e que a Embaixada holandesa está "em estreito contato" com as autoridades locais para averiguar se há vítimas dessa nacionalidade.

"Devemos atuar juntos e sermos tão firmes como os terroristas", declarou Koenders.



FONTE:DA EFE 2016 ( STOP )