23
Ter., Out.
0 New Articles

Facebook partilhou dados com Huawei, Lenovo, Oppo e TCL

Facebook partilhou dados com Huawei, Lenovo, Oppo e TCL

Segurança
Tools
Typography

O Facebook não se vai ver livre dos problemas de privacidade em breve. Recentemente, veio a público a partilha de dados dos utilizadores com os fabricantes de smartphones, mas para piorar a situação, quatro fabricantes chinesas estão entre as empresas,

algo que o governo dos EUA tem proibido.

Não há grandes dúvidas que os dados pessoais são uma informação muito importante para as empresas, principalmente para o Facebook, Google e outras empresas que lucram através de publicidade direcionada. Mas se os dados partilhados com a Cambridge Analytica já tinham dado problemas ao Facebook, esta nova revelação não lhes vai dar descanso.
O New York Times revela que o Facebook tem um acordo com mais de 60 fabricantes, entre elas estão a Apple, Samsung, Microsoft, BlackBerry, Amazon, entre muitas outras. Segundo o jornal, o Facebook terá estabelecido esse acordo com as empresas para que tivessem acesso, sem o consentimento explícito dos utilizadores, a todos os seus dados, como a religião, tendências políticas, amigos, estados civil, entre outros dados pessoais.

O jornal contactou a rede social e confirmou que os acordos com os fabricantes existem, no entanto nega que tenham sido partilhadas informações pessoais dos utilizadores com essas empresas.

No entanto, hoje o New York Times divulga mais algumas empresas que obtiveram o acesso aos dados, sendo que quatro fabricantes chinesas estão entre elas. Ora, se o simples facto de outras empresas terem acesso a esses dados, fabricantes chinesas também terem tido é um problema que irá colocar o Facebook contra o Governo norte-americano.

É que as autoridades dos EUA já consideraram as fabricantes chinesas como “personas não gratas”, sendo a Huawei um dos principais alvos das autoridades. Agora com mais esta divulgação, certamente que o parlamento norte-americano voltará a colocar o Facebook como alvo e até já há senadores a comentar esta situação.
O Facebook já comentou esta situação e afirmou que os dados não saiam dos dispositivos dos utilizadores para os servidores da empresa e que o caso não se compara com o da aplicação que deu acesso à Cambridge Analytica.

Atualização: Por seu lado, a Huawei já comentou estas informações ao USA Today e afirmou que nunca armazenou informações relativas a utilizadores do Facebook.

O que é certo é que isto torna-se em mais um problema para o Facebook e que descredibiliza a empresa.

 

Fonte:da Redação e Por MAISTECNOLOGIA
Reditado para:Noticias do Stop 2018
Fotografias:Getty Images/Reuters/EFE/AFP/Estadão

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS