5 cores que precisam estar no seu prato

Montar uma refeição colorida é recomendação clássica entre os nutricionistas. Mas o que cada tonalidade tem de especial?

Saudável
Typography
  • TPL_TYPO_TOOL_SMALLER TPL_TYPO_TOOL_SMALL TPL_TYPO_TOOL_MEDIUM TPL_TYPO_TOOL_BIG TPL_TYPO_TOOL_BIGGER
  • TPL_TYPO_TOOL_DEFAULT TPL_TYPO_TOOL_HELVERICA TPL_TYPO_TOOL_SEGOE TPL_TYPO_TOOL_GEORGIA TPL_TYPO_TOOL_TIMES

É indiscutível: quanto mais colorido o prato nosso de cada dia, mais vantajoso ele é para a saúde. Isso porque as cores ajudam a reconhecer uma qualidade dos vegetais: a presença de pigmentos que fazem maravilhas pelo nosso organismo.  

Lembre-se: cada fruta, verdura e legume tem um conjunto de propriedades que não é comum aos demais.

Abaixo, veja quais são as cinco cores que não podem ficar de fora da rotina e entenda o porquê:

 

Roxos

O roxo que tinge a uva, a amora, o açaí e a casca da berinjela é sinal da presença de antocianina, um fitoquímico de respeito. Ele auxilia no controle do colesterol, na prevenção da obesidade e na luta contra tumores.

 

Brancos

Os alimentos esbranquiçados são fontes de flavonoides, que nos protegem dos radicais livres. Entram nesse grupo maçã (sim, o que vale aí é a polpa), pera, couve-flor, banana e gengibre.

 

Verdes

Couve, espinafre, rúcula, alface e outros itens verdes reúnem luteína e zeaxantina. Elas ajudam a derrubar o risco de problemas nos olhos e entupimento nos vasos.

 

Vermelhos

Esse time rubro, formado por melancia, pimentão, goiaba e, claro, tomate, concentra licopeno. A substância é conhecida por baixar o colesterol e afastar os cânceres de próstata e mama.

 

Laranja

O que é amarelo ou laranja esconde carotenoides, substâncias que são convertidas em vitamina A no corpo e, assim, preservam a visão. Cenoura, damasco, tangerina, laranja, abóbora e mamão fazem parte da equipe.

 

 

 

Fonte:Exame

Reditado para:Noticias Stop 2016

Fotografias:Getty Images / Reuters /EFE