20
Qua., Nov.
0 New Articles

Fonte dos serviços de segurança adiantou à agência noticiosa EFE que foram iniciadas operações para prevenir outros possíveis ataques suicidas.

Tikrit: além dos três suicidas, vítimas são agentes da polícia da província de Nínive, também no Norte do Iraque

disse Ansari Jaber, citado pela agência de notícias iraniana Irna.

A Arábia Saudita executou 47 pessoas condenadas por terrorismo, entre elas o dignitário xiita Nimr Baqir al-Nimr, figura da contestação contra o regime saudita, anunciou hoje (2) o Ministério do Interior.

Os civis começaram a fugir de Ramadi há dois anos, quando a situação começou a degenerar. E o êxodo continuou.

Ramadi: "Água, eletricidade e outras infraestruturas, como pontes, hospitais e escolas, foram parcialmente afetados", indicou a fonte

Os combates causaram grande destruição em Ramadi, capital da província iraquiana de Al-Anbar recuperada no domingo das mãos do grupo Estado Islâmico, destacaram nesta quarta-feira autoridades iraquianas e americanas, que consideraram ser muito cedo para pensar em um retorno de civis para a cidade "libertada".

"A cidade foi destruída tanto pela atividade terrorista quanto pelas operações militares", testemunhou Ibrahim al-Osej, membro do Conselho municipal da cidade de Ramadi, que havia caído sob o controle dos jihadistas em maio.

"As primeiras estimativas mostram que mais de 3.000 casas foram completamente destruídas" nesta cidade, localizada cerca de cem quilômetros a oeste de Bagdá, segundo a autoridade.

A cidade foi quase completamente recuperada e as forças de segurança continuam a "limpar" a localidade das centenas de bombas e armadilhas deixadas pelo EI.

Os combatentes do EI espalharam centenas de explosivos pela cidade para conter o ataque lançado no dia 22 de dezembro pelas forças de elite iraquianas, que contaram com o apoio aéreo da coalizão internacional liderada pelos Estados Unidos.

"Água, eletricidade e outras infraestruturas, como pontes, hospitais e escolas, foram parcialmente afetados", indicou a fonte.

No centro de Ramadi, às margens do Eufrates, "cinco pontes foram atingidas", indicou Michael Filanowski, responsável pelas operações americanas.

Os civis começaram a fugir de Ramadi há dois anos, quando a situação começou a degenerar. E o êxodo continuou.

Dezenas de famílias trancadas em suas casas durante os combates foram evacuadas pelo exército na terça-feira a um acampamento em Habbaniyah, a leste de Ramadi.

Segundo a Organização Internacional para as Migrações (OIM), 42% dos 3,2 milhões de iraquianos deslocados dentro do país desde o início de 2014 são da província de Al-Anbar.

 

 

Fornecido por: DA AFP 2015.( STOP)

 

 

170 palestinos e 26 israelenses mortos em 2015 em conflitos

Jerusalém - O Escritório para a Coordenação dos Assuntos Humanitários da ONU (OCHA) ofereceu nesta quarta-feira uma apuração de mortos em conflitos no território palestino ocupado por Israel durante 2015,

"Ao controlar o complexo isto significa que eles foram derrotados em Ramadi. O próximo passo é limpar bolsos que podem existir aqui ou ali na cidade."

As forças iraquianas retomaram um antigo complexo do governo em Ramadi, de onde Estado Islâmico (IS) militantes do grupo foram resistindo uma ofensiva do Exército, os militares disseram.

Mais artigos...