21
Dom., Out.
5 New Articles

"Seguros de vida e de fundos de pensão devem ser promovidos"

"Seguros de vida e de fundos de pensão devem ser promovidos" - PCA da ENSA

Angola
Typography

De acordo com o responsável que falava à margem do fórum “sobre o papel dos fundos de pensões para a economia”, existe uma grande possibilidade de os seguros de vida e as pensões crescerem mais, pelo facto de serem em número reduzido e possuírem

responsabilidade social no que diz respeito à protecção das pessoas na reforma e em caso de invalidez.

“Está aqui em jogo a protecção social e complementar das pessoas e social dos trabalhadores por isso torna-se fundamental que haja essa promoção”, esclareceu.

Manuel Gonçalves disse igualmente que para a promoção dos fundos de pensões e seguros de vida acontecer, é necessário que se altere o regime fiscal implementado a nível das seguradoras. No entanto, acrescentou, a associação das seguradoras (ASAM) está a trabalhar no sentido de imprimir mudanças.

“Já temos um estudo completo, realizado sobre as mudanças que se impõem no sistema tributário Todavia, foram também apresentados, inclusive ao Ministério das Finanças, à Assembleia Nacional e à ARSEG, uma proposta para a Casa das Leis conceder autorização legislativa ao Executivo este ano, para que ao longo do próximo exercício possa legislar sobre esta matéria”.

O responsável referiu que em países com maturidade económica, os seguros de vida e fundos de pensões têm maior taxa de penetração, ou seja, têm uma melhor relação com o Produto Interno Bruto Nacional (PIB), algo que não acontece no nosso país. Por outro lado, referiu que os seguros são importantes para a protecção dos activos patrimoniais e sociais das famílias e das empresas, porque acabam por ser uma forma de investimento na prevenção de eventuais sinistros que possam surgir.

Actualmente, atendendo à situação económica e financeira que o país atravessa, a melhor forma de prevenção é continuar a transferência de responsabilidades para as seguradoras. “As seguradoras, através de uma gestão auto-suficiente, agrega condições necessárias para cobrir despesas em caso de acidentes” esclareceu.

 

 

 

Fonte:Angonoticias

Reditado para:Noticias Stop 2016