15
Seg., Out.
13 New Articles

Estado Islâmico: grupo terrorista reivindicou a autoria do ataque

A agência de notícias Amaq, vinculada ao EI, disse que cinco suicidas atacaram um posto de controle e mataram pelo menos 100 pessoas,O número de mortos em um atentado suicida cometido pelo grupo terrorista Estado Islâmico (EI) contra um posto de

Por enquanto, nenhum grupo reivindicou a responsabilidade pelo atentado, mas o Estado Islâmico tem feito ataques quase diários na capital iraquiana

Pelo menos 28 pessoas morreram e outras 54 ficaram feridas neste sábado (31) após duas bombas terem sido explodidas em um mercado no centro de Bagdá, capital do Iraque, informaram a polícia local e autoridades médicas.

O 2º dia da operação para retirar combatentes e civis do enclave rebelde em Aleppo foi interrompido em meio a recriminações de todos os lados

A operação de retirada de pessoas das últimas áreas controladas pela oposição na cidade síria de Aleppo foi suspensa nesta sexta-feira depois que milícias pró-governo exigiram que pessoas feridas deveriam também ser retiradas de duas vilas xiitas cercadas

Mosul: o comunicado acrescentou que unidades da polícia Iraquiana mataram 22 combatentes e fizeram explodir dois carros-bomba na frente sudoeste da batalha

Centenas de combatentes do grupo terrorista Estado Islâmico (EI) foram abatidos nos últimos três dias em combates contra as forças do Iraque, informou nesta sexta-feira o Comando das Operações Conjuntas na província de Ninawa, da qual Mosul é capital.

O subcomandante das Operações, general Abdelamir Yarala, disse em comunicado que o EI atacou os bairros de Al At-Ta’mi, Al Nour e Al Bikr, no leste de Mosul, com carros-bomba e terroristas suicidas nos últimos dias e uma centena de terroristas foram abatidos durante os enfrentamentos.

Além disso, as tropas do exército frustraram um ataque do EI depois que os radicais tentaram detonar carros-bomba nos bairros de Al Intisar e Al Salam, localizados também no leste de Mosul.

Pelo menos 27 combatentes morreram no ataque fracassado, segundo a nota.

Ao mesmo tempo, as forças antiterroristas recuperaram os bairros de Al Falah I e II, e içaram a bandeira nacional em seus edifícios, também localizados na metade oriental de Mosul.

O comunicado acrescentou que unidades da polícia Iraquiana mataram 22 combatentes e fizeram explodir dois carros-bomba na frente sudoeste da batalha, situado nesse flanco da cidade de Mosul.

Na frente sul, as tropas do exército mataram 25 jihadistas na região de Bouizra, depois que estes atacaram as tropas com carros-bomba conduzidos por suicidas.

No último dia 17 de outubro as tropas iraquianas e curdas lançaram uma grande ofensiva para tentar arrebatar do EI a província de Ninawa e sua capital, que foi conquistada pelos terroristas em 2014.

A aviação iraquiana apoia às forças de terra, que contam também com o respaldo das milícias xiitas Multidão Popular, desdobradas ao oeste de Mosul.

 

 

 

 

 

 

Fonte:EFE

Reditado para:Noticias Stop 2016

Fotografias:Getty Images / Reuters /EFE /AFP

Primeiro-ministro de Israel também criticou os EUA

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, afirmou neste domingo (25) que vai fazer “o que for necessário” para reverter a resolução da Organização das Nações Unidas (ONU) que condenou as colônias israelenses na Cisjordânia. Netanyahu classificou

Acreditava-se que, entre as armas russas das quais o EI teria se apoderado perto de Palmira, havia modernos mísseis ar-terra (SAMs)

Um bombardeio aéreo da coalizão internacional liderada pelos Estados Unidos destruiu o armamento pesado, que estava nas mãos do Estado Islâmico (EI) desde o último fim de semana, depois que o grupo recuperou a cidade síria de Palmira – informaram

A fonte destacou que os soldados também destruíram cinco carros-bomba e veículos equipados com armas dos extremistas

Pelo menos 52 integrantes do grupo terrorista Estado Islâmico (EI) morreram nesta sexta-feira em confrontos contra o Exército sírio na região de Palmira, controlada pelos jihadistas desde domingo e localizada no leste da província de Homs, informou a agência

Mais artigos...