20
Sáb., Jul.
0 New Articles

Google e a Sustentabilidade: Desafios e Perspectivas para um Futuro Verde

Green Tech
Tools
Typography
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times
AplicLoja Windows 11 Pro

A gigante tecnológica Google divulgou recentemente o seu Relatório Anual de Sustentabilidade de 2024, revelando números preocupantes no que toca às suas emissões de gases com efeito de estufa. Nos últimos cinco anos, as emissões da empresa aumentaram quase 50%, um crescimento alarmante que coloca em causa o objetivo de alcançar emissões líquidas zero até 2030.

O Impacto da Inteligência Artificial
Um dos principais fatores apontados para este aumento significativo é o consumo energético das tecnologias de inteligência artificial (IA). As operações de IA, como as pesquisas avançadas e os resumos de pesquisa, consomem até 10 vezes mais energia do que uma pesquisa padrão no Google. Este elevado consumo energético é um reflexo do crescente investimento da empresa em IA, que está a ser integrada em várias áreas do negócio, desde o Google Translate até ao Google Photos.


O relatório de 2024 destaca um aumento de 48% nas emissões de gases com efeito de estufa em comparação com 2019, o ano base utilizado para medir o progresso da empresa. Em termos concretos, isto traduz-se em 14,3 milhões de toneladas de dióxido de carbono equivalente, uma quantidade superior às emissões de mais de 3,1 milhões de automóveis num ano.

Desafios e Estratégias
Google reconhece que a integração contínua de IA nos seus produtos torna a redução de emissões um desafio, devido ao aumento da intensidade computacional e ao consequente consumo energético. A empresa admite que algumas das soluções necessárias para atingir a meta de emissões líquidas zero ainda não existem e que a transição para energias limpas será crucial.

Apesar de não apresentar um plano detalhado para reverter a tendência atual, Google espera que as suas emissões aumentem temporariamente antes de começarem a diminuir. No entanto, esta abordagem parece insuficiente para garantir que a empresa conseguirá cumprir os seus objetivos de sustentabilidade.


Um relatório de 2021 da Boston Consulting Group sugere que a IA tem o potencial de reduzir as emissões globais de gases com efeito de estufa em 5 a 10%, através da melhoria da eficiência em áreas como a produção e o transporte. No entanto, este estudo não aborda de forma significativa o custo ambiental da própria tecnologia de IA, o que levanta questões sobre a viabilidade desta solução.

Progressos e Retrocessos
Nem tudo no relatório de sustentabilidade de Google é negativo. A empresa conseguiu repor cerca de 18% da água doce utilizada nos seus centros de dados e escritórios, um aumento significativo em relação aos 6% de 2022. Além disso, 99% das embalagens dos novos produtos lançados em 2023 são livres de plástico, uma melhoria de 3%.

Contudo, houve retrocessos em outras áreas. A quantidade de resíduos alimentares desviados de aterros diminuiu de 85% para 82%, e a percentagem de plástico reciclado nos produtos Google caiu de 41% para 34%.

 

 


Fonte:da Redação e da maistecnologia
Reeditado para:Noticias do Stop 2024
Outras fontes • AFP, AP, TASS, EBS
Material Informático - www.aplicloja.com
Receba diariamente no Grupo STOPMZNWS poderá ler QRCOD
Link do Grupo WhatsApp - https://chat.whatsapp.com/JUiYE4NxtOz6QUmPDBcBCF
Qual Duvida pode enviar +258 827606348 ou E-mail:Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Em criação o Aplicativo o APP que ira ver notícias diariamente em seu celular Fotografias:Getty Images/Reuters/EFE/AFP

AplicLoja Microsoft Office 2022 Pro Plus