07
Qui., Jul.
0 New Articles

Sony e Nintendo deixam de vender consolas na Rússia

Jogos
Tools
Typography
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times
AplicLoja Windows 11 Pro

Todas as grandes empresas de videogames do mundo agora pararam de vender seus jogos e hardware na Rússia, inclusive impedindo as vendas digitais. Como todo mundo, do McDonald’s à Netflix, a maioria das empresas de videogames já parou de fazer negócios com a Rússia, em protesto contra a invasão da Ucrânia.

A maioria começou na semana passada, mesmo que não houvesse anúncio oficial na época, com Microsoft, EA, Activision Blizzard, Ubisoft, Take-Two e CD Projekt parando vendas e remessas de hardware para o país.

A Sony também confirmou que cancelou propositalmente o lançamento do Gran Turismo 7 na Rússia na semana passada e que desligará completamente a PlayStation Store no país, além de interromper a importação de software e hardware físico.

“A Sony Interactive Entertainment junta-se à comunidade global pedindo paz na Ucrânia. Suspendemos todas as remessas de software e hardware, o lançamento do Gran Turismo 7 e as operações da PlayStation Store na Rússia”, disse a empresa em comunicado. A Sony também doará US$ 2 milhões ao Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR) e à Save the Children.

A Nintendo, que sempre faz o possível para não se envolver em política, tem sido previsivelmente cautelosa sobre seus planos, com a suspensão da eShop russa do Switch na semana passada parecendo ser do provedor de pagamento local, e não da própria Nintendo.

Eles agora suspenderam oficialmente todos os envios para a Rússia, mas sua breve declaração não menciona a guerra e dá a infeliz impressão de que eles ainda fariam negócios no país se fosse fisicamente possível.

“Decidimos suspender o envio de todos os produtos da Nintendo para a Rússia no futuro próximo. Isto deve-se à considerável volatilidade em torno da logística de envio e distribuição de bens físicos», lê-se no comunicado. “Além disso, a Nintendo eShop na Rússia está atualmente em manutenção após a suspensão das transações em rublos russos pelo provedor de pagamento.”

Parece improvável que eles quebrem o passo com as empresas, especialmente porque recentemente cancelaram o lançamento de Advance Wars 1 + 2: Re-Boot Camp por causa de “eventos mundiais recentes”. Na verdade, porém, o impacto disso para o jogador russo médio provavelmente será mínimo, já que o PC é o formato mais popular no país e a pirataria é muito comum.

A pirataria é nominalmente ilegal na Rússia, mas de acordo com o Torrent Freak, o governo está realmente falando em relaxar as leis durante a crise, para que os consumidores russos sejam livres para piratear o que quiserem.

 

 

 

Fonte:da Redação e da maistecnologia
Reeditado para:Noticias do Stop 2022
Outras fontes • AFP, AP, TASS, EBS
Material Informático - www.aplicloja.com
Receba diariamente no Grupo STOPMZNWS poderá ler QRCOD
Link do Grupo WhatsApp - https://chat.whatsapp.com/JUiYE4NxtOz6QUmPDBcBCF
Qual Duvida pode enviar +258 827606348 ou E-mail:Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Em criação o Aplicativo o APP que ira ver notícias diariamente em seu celular Fotografias:Getty Images/Reuters/EFE/AFP

AplicLoja Microsoft Office 2022 Pro Plus