05
Ter., Jul.
0 New Articles

"Fuga" de insurgentes para Niassa faz aumentar deslocamentos na província

Extremismo no Niassa origina deslocamentos para áreas mais seguras. A guia de marcha foi resgatada para descartar a infiltração de insurgentes. Mas há denúncias de raptos de comerciantes e líderes religiosos suspeitos.
A província do Niassa, norte de Moçambique, está a braços com os deslocamentos internos por causa da insurgência que chegou ao distrito de Mecula, que faz fronteira com a província de Cabo Delgado. A capital provincial, Lichinga, é um lugar preferencial.

Autoridades apelam à solidariedade com deslocados

Em Moçambique, mais de 1.070 famílias de deslocados vão ser reassentadas. O secretário de Estado do Niassa pede apoios para quase 4.000 pessoas que fugiram dos ataques de insurgentes.
Há um mês, homens armados espalharam o terror, mataram, queimaram casas e sequestraram residentes em várias localidades do distrito de Mecula, na província do Niassa.

Onda de criminalidade tende a crescer na cidade de Lichinga, província de Niassa.

Onda de criminalidade tende a crescer na cidade de Lichinga, província de Niassa.Só no primeiro semestre, deste ano, foram registrados 145 casos criminais contra 87, de igual período do ano anterior.

NIASSA: MUEMBE COM MEDICAMENTOS ATÉ MARÇO PRÓXIMO

O distrito de Muembe, no Niassa, dispõe de quantidades suficientes de medicamentos essenciais para atender aos pacientes que procuram os cuidados básicos de saúde, até Março próximo.

RLANDA VAI REFORÇAR COOPERAÇÃO COM MOÇAMBIQUE

O embaixador da Irlanda em Moçambique, disse que o seu país vai reforçar o apoio à Moçambique nos próximos dez anos.William Carlos, que falava durante uma visita à província o Niassa, disse que para o efeito está em carteira a elaboração de um plano

TANZÂNIA E RUANDA QUEREM COMPRAR EXCEDENTES AGRÍCOLAS NO NIASSA

O governo moçambicano assina, esta semana, dois acordos com a Tanzânia e Ruanda, para a compra de excedentes agrícolas do Niassa.Os dois países da região dos Grandes Lagos, tencionam comprar na província do Niassa, cerca de 32 mil toneladas de

Mais artigos...