05
Ter., Jul.
0 New Articles

Presidente da República anuncia estacionamento das FDS nos povoados afectados pelo terrorismo em Mecula

Niassa
Typography
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times
AplicLoja Windows 11 Pro

O Presidente da Republica anunciou, esta sexta-feira, que o governo vai estacionar Forças de Defesa e Segurança nos povoados afectados pelo terrorismo, no distrito de Mecula, província do Niassa, para permitir o regresso da população deslocadas às suas aldeias de origem.

Filipe Nyusi disse que com esta intervenção, o governo pretende permitir que a populaçao desenvolva a actividade agricola e outras que permitam a elevação da economia local.

O Chefedo Estado falava assim, à populaçao deslocada devido os actos terroristas acolhida na vila-sede do distrito de Mecula, no Niassa.

No encontro, que serviu para Filipe Nyusi se inteirar da situação, garantiu que vai instruir os órgãos descentralizados da província, para apoiar a população na reconstrução das suas habitações.

O Presidente Filipe Nyusi pediu à população para agudizar a vigilância, com vista ao sucesso da iniciativa que será implementada pelo governo.

Em Mecula, além de reunir-se com as Forças de Defesa e Segurança e a população deslocada, o Chefe do Estado visitou o povoado de Lichengue, onde os terroristas queimaram habitações e vandalizaram infra-estruturas socias.,

Nesta visita à provincia do Niassa, Filipe Nyusi escalou os distrito do Lago, Mecula e Mandimba.

 

 

 

 

 

Fonte:da Redação e da rm
Reeditado para:Noticias do Stop 2022
Outras fontes • AFP, AP, TASS, EBS
Material Informático - www.aplicloja.com
Receba diariamente no Grupo STOPMZNWS poderá ler QRCOD
Link do Grupo WhatsApp - https://chat.whatsapp.com/JUiYE4NxtOz6QUmPDBcBCF
Qual Duvida pode enviar +258 827606348 ou E-mail:Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Em criação o Aplicativo o APP que ira ver notícias diariamente em seu celular Fotografias:Getty Images/Reuters/EFE/AFP/Estadão

AplicLoja Microsoft Office 2022 Pro Plus