09
Ter., Ago.
0 New Articles

Moçambique reabre praias e reduz tempo de quarentena

Nacional
Typography
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times
AplicLoja Windows 11 Pro

O Presidente moçambicano anunciou a reabertura das praias e baixou de 14 para sete o número de dias de quarentena obrigatória para casos de Covid-19. O país também já tem vacinas para imunizar toda a população elegível.
As medidas foram anunciadas durante uma comunicação à nação na quarta-feira (19.01) para alívio de algumas restrições de prevenção da doença, incluindo a reabertura das praias e a retoma sem restrições dos horários de estabelecimentos

comerciais.
O pico da quarta vaga associada à variante Ómicron parece estar ultrapassado com um número de óbitos e internamentos abaixo do registado noutras fases da pandemia, assinalou o chefe de Estado, que, ainda assim, recomenda cautelas.
"Ainda não é tempo de baixar a guarda", uma vez que a taxa de positividade continua acima dos 20%, o nível de alerta, disse Filipe Nyusi.
Praias reabrem
No que respeita à abertura das praias, podem ser frequentadas das 05:00 às 16:00, sem venda nem consumo de bebidas alcoólicas e sem aglomerados.

No retorno aos horários normais de lojas, restaurantes, centros comerciais e outros estabelecimentos, está vedada, por enquanto, a emissão de licenças para horários especiais.
Nyusi anunciou ainda um alívio nas restrições às visitas a detidos em prisões e doentes internados em unidades de saúde.
Moçambique tem um total acumulado de 2.140 mortes e 220.908 casos de Covid-19, dos quais 88% recuperados e 140 internados.
Vacinas para toda a população
Moçambique já dispõe das doses de vacinas contra a covid-19 necessárias para imunizar toda a população adulta, meta prevista para o país, anunciou ainda Filipe Nyusi.
"Temos já disponíveis no país quantidade suficiente de vacinação para toda a população elegível", cerca de 16 milhões de pessoas, referiu o Presidente. "Assim, nos próximos quatro meses, pretendemos atingir a meta de vacinar mais cerca de cinco milhões de pessoas em todo o país", acrescentou.
O chefe de Estado disse que Moçambique serve de exemplo para o resto da África Austral por já ter alcançado metade da meta. Há pelo menos 10,3 milhões de pessoas com uma dose administrada e cerca de 8,5 milhões com a vacinação completa, segundo os últimos dados oficiais - a meta que corresponde à população adulta são cerca de 16 milhões.
Filipe Nyusi anunciou ainda que vai arrancar a administração de dose de reforço para pessoas com idade igual ou superior a 60 anos, portadores de doenças de risco e grávidas.
Está também previsto o arranque da vacinação para maiores de 15 anos - atualmente são elegíveis todos os maiores de 18.

 

 

 


Fonte:da Redação e da dw
Reeditado para:Noticias do Stop 2022
Outras fontes • AFP, AP, TASS, EBS
Material Informático - www.aplicloja.com
Receba diariamente no Grupo STOPMZNWS poderá ler QRCOD
Link do Grupo WhatsApp - https://chat.whatsapp.com/JUiYE4NxtOz6QUmPDBcBCF
Qual Duvida pode enviar +258 827606348 ou E-mail:Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Em criação o Aplicativo o APP que ira ver notícias diariamente em seu celular Fotografias:Getty Images/Reuters/EFE/AFP/Estadão

AplicLoja Microsoft Office 2022 Pro Plus
Stopmznews