A ilha de Samos fica a aproximadamente 20 quilômetros da praia de onde saiu a barca.

Istambul - Pelo menos 11 pessoas morreram nesta terça-feira no naufrágio de uma barca na qual 20 refugiados tentavam viajar do litoral da Turquia à ilha grega de Samos, de acordo com o jornal "Hürriyet".

Uma patrulha da guarda litorânea turca descobriu a embarcação que afundava e conseguiu resgatar sete sobreviventes, além de recuperar 11 corpos, entre eles três crianças.

O naufrágio aconteceu cerca de 10 quilômetros ao norte de Kusadasi, um famoso porto de iates na província de Aydin, na Turquia.

A ilha de Samos fica a aproximadamente 20 quilômetros da praia de onde saiu a barca.

Não foi divulgada a nacionalidade dos refugiados, embora a grande maioria dos que tentam chegar da Turquia às ilhas gregas seja síria, com grupos menores de iraquianos e afegãos.

A Turquia abriga cerca de 2,2 milhões de sírios, dos quais 200 mil vivem em acampamentos do governo, assim como 45 mil afegãos, 100 mil iraquianos e 14 mil iranianos, tanto solicitantes de asilo como refugiados, segundo dados da agência de refugiados das Nações Unidas (Acnur).

Entre janeiro e novembro, 792 mil pessoas chegaram à Grécia por via marítima de forma não documentada, segundo estimativas da Anistia Internacional.

Ao longo de 2015 foram documentadas as mortes de 627 pessoas em tentativas de atravessar o mar em barcas normalmente sobrecarregadas e conduzidas por pessoas sem experiência marinha alguma.

A capital também rebatizará as ruas que conservam os nomes de generais franquistas.

A prefeitura de Madri, dirigida desde junho pela esquerdista Manuela Carmena, aprovou nesta terça-feira a mudança do nome de 30

Como já aconteceu na Grécia e em Portugal,

Partidos políticos da Espanha estão enfrentando uma luta para formar um governo estável depois de uma eleição histórica que quebrou o domínio tradicional de dois partidos.

m comunicado, o Ministério Público disse que as cinco pessoas, entre elas dois irmãos e um amigo destes,

Bruxelas - A polícia da Bélgica libertou nesta segunda-feira cinco detidos em uma operação iniciada este domingo e vinculada aos atentados de 13 de novembro em Paris, informou a procuradoria federal belga.

Mais artigos...