Murray confirma favoritismo, bate Dimitrov e leva o título em Pequim

Murray fez valer o favoritismo e ficou com a taça no ATP de Pequim

Tennis
Typography
  • TPL_TYPO_TOOL_SMALLER TPL_TYPO_TOOL_SMALL TPL_TYPO_TOOL_MEDIUM TPL_TYPO_TOOL_BIG TPL_TYPO_TOOL_BIGGER
  • TPL_TYPO_TOOL_DEFAULT TPL_TYPO_TOOL_HELVERICA TPL_TYPO_TOOL_SEGOE TPL_TYPO_TOOL_GEORGIA TPL_TYPO_TOOL_TIMES

Andy Murray é o campeão do ATP de Pequim, na China. Na manhã deste domingo (9 de outubro), o britânico conseguiu a vitória diante do búlgaro Grigor Dimitrov, por 2 sets a 0, em parciais de 6/4 e 7/6 (7/2) na final do torneio, não permitindo que o

oponente responsável por eliminar Rafael Nadal nas quartas conseguisse nova façanha.

O início do confronto se mostrou favorável ao número 2 do mundo, que conseguiu quebrar Dimitrov logo no primeiro serviço do jogo, fator que deu o tom do restante da parcial, que se desenhou favorável a Murray. Confirmando todos os seus saques na sequência, o britânico conseguiu largar na frente com consistência.

O oponente búlgaro, no entanto, voltaria mais inspirado no set seguinte, dando trabalho ao campeão de Wimbledon em 2016, que precisou usar de todo seu talento para dar conta da segunda parcial. Dimitrov conseguiu trocar pontos com o rival com mais equilíbrio, e chegou até a quebrar o saque de Murray no décimo game. Com o duelo se mantendo acirrado, foi necessário o tie-break para definir o vencedor do set.

Na parcial curta que decidiu a partida, Murray voltou a demonstrar sua superioridade e brecou o ânimo do adversário com intensidade para conseguir seguidos breaks e administrar boa vantagem até a confirmação de seu triunfo.

 

 

 

 

Fonte:GAZETA PRESS

Reditado para:Noticias Stop 2016

Fotografias:Getty Images / Reuters /EFE